O túnel que passa por baixo do Canal da Macha e liga Folkestone, no sul da Inglaterra, a Coquelles, no norte da França, foi inaugurado no dia 4 de maio de 1994. Sua extensão é de 50,5 km e 37,9 estão abaixo do mar. Apesar de muito grande, a obra levou seis anos para ser concluída. Curiosamente, na época em que a construção já era pensada, em 1802, a ideia de uma interligação entre países foi descartada pela Inglaterra. Confira alguns passos da obra:

1- Radares e explosões de dinamite. É isso o que foi usado antes das escavações para determinar o ponto no subsolo para a construção dos túneis. O trajeto foi feito por 94 perfurações realizadas entre 1958 e 1987.

2- Foi definido que seriam três túneis no princípio de tudo. Para fazê-los, foram empregadas onze escavadeiras partindo de Coquelles e Folkestone.

3- Para o revestimento, foi composto um túnel formado por seis segmentos de concreto, alocados nos canteiros e transportados por vagões. Quando relocados, o segmento era acondicionado a vácuo num sistema giratório. Cada segmento foi colocado de modo a completar um aro de 1,5m de largura.

4- A furadeira usada fazia um movimento para a frente com seus cilindros hidráulicos. Na hora de fixar mais um aro, os cilindros liberam espaço para os segmentos. Depois de colocado nas posições, os cilindros movimentam-se novamente encostando no nov apoio. Este mecanismo agia numa velocidade de 76m por dia.

5 – Algumas bombas para drenagem foram colocadas para realocar água vinda de infiltrações. Já pequenos dutos ligaram a parte de cima dos túneis. Estes foram instalados a 250m um do outro para amenizar a pressão de ar do deslocamento dos trens.

6 – Em dois lugares do trajeto, grandes cavernas de intersecção foram levantadas para facilitar a mudança dos trens de um túnel externo para outro. Depois do revestimento, a cada 375 m, foram construídas ligações desses túneis ao de manutenção.

Escreva um comentário:

*

Seu e-mail não sera divulgado.

2016 ® Altura Andaimes - Todos os direitos reservados.